Cada dia eu vejo um mundo diferente



Eu queria dar um rumo à minha vida, fazer novos planos, desistir do egoísmo, pensar no futuro.
Então, resolvi fazer planos para mim.
Ainda não tenho nada muito bem definido, mas to dando aquele rumo inesperado pra minha vida, arriscando o que antes eu teria medo de arriscar. Tudo pelo bem do profissional, afinal, meu pessoal anda um bocado bagunçado.
Quando é que eu vou ter certeza do que eu sinto? Bem que eu queria saber! =P Conheço bem o dono das minhas borboletas estomacais, conheço bem o poder que ele tem de tentar matá-las e depois aparecer do nada pra tê-las de volta... conheço cada gesto, cada palavra que ele diz... talvez um dia eu consiga criar uma barreira para isso, como aconteceu com outros donos de borboletas que passaram por minha vida.
Isso não vai dar em nada, mas sabem, não me importo, prefiro arriscar e quebrar a cara, do que ficar pensando no que poderia ter sido. Ja quebrei a cara tantas vezes, o que seria uma vez a mais?

E no final eu penso, sim, tenho planos, e quando repenso todos eles percebo que o egoísmo não foi embora... então, perfeito, planos egoístas era o que eu precisava.

Comentários

Erica disse…
Olha, amiga, é por aí mesmo!!
Beijocas, sucesso na sua empreitada profissional, porque vc merece!
Adoro-te!